Make your own free website on Tripod.com

VII - Ligações

Home
Membros
I - Introdução
II - Dispositivos
III- Conceitos eléctricos
IV- Curvas características
V - Configuração
VI - Dimensionamento
VII - Ligações
VIII - Instalação/Manut.

VII- Ligações e dimensionamento de condutores e cabos


Ligações

    Para assegurar a operação apropriada das cargas deverá efectuar-se a selecção adequada dos condutores e cabos de ligação, tanto daqueles que ligam o gerador solar às baterias como os dos que as interligam com as cargas.

    No caso de uma habitação rural, os esquemas de ligação básicos serão os seguintes:

 

    A) Instalação em 12 Vcc com um módulo fotovoltaico de 33 células e regulador de 12 Vcc

    B) Instalação em 12 Vcc com módulos fotovoltaicos de 33 células e regulador de 12 Vcc

    Para alimentação de equipamentos de comunicações podem ser necessárias tensões superiores a 12 Vcc. As tensões de trabalho típicas são 24, 36 e 48 Vcc. Para realizar o dimensionamento adequado deve-se consultar o Anexo A. Aqui serão indicados apenas algumas ligações básicas para as tensões mencionadas.

 

a) Instalação em 24 Vcc com quatro módulos fotovoltaicos de 24 Vcc

b) Instalação em 36 Vcc com seis módulos fotovoltaicos de 36 Vcc

c) Instalação em 48 Vcc com oito módulos fotovoltaicos de 48 Vcc

 

Dimensionamento de condutores e cabos

    Os cabos cujo percurso está principalmente em zonas de intempérie deverão ser adequados a essa condição. Nestes casos recomenda-se utilizar o cabo FVV (designação europeia AO5VV-F).

    O cabo tipo H07RN-F (norma NP-2357) corresponde à figura seguinte. Trata-se de um cabo flexível, impróprio para a intempérie, a ser instalado num tubo de PVC que lhe servirá de protecção mecânica. O seu nível de isolamento é de 500 V.

    Para instalar condutores no interior de uma habitação ou de um edifício utiliza-se cabo de cobre com isolamento de PVC anti-chama conforme a norma NP-2356. Este cabo, inadequado para instalações ao ar livre, deve ser montado dentro de tubos PVC com 16, 20 ou 25 mm de diâmetro. O seu nível de isolamento é de 1000 V. O desenho abaixo mostra um corte do mesmo.

    A fim de assegurar o funcionamento adequado das cargas (lâmpadas, televisão, equipamentos de transmissão, etc) não deverá haver mais de 5% de queda de tensão tanto entre os módulos e as baterias como entre as baterias e os centros de cargas.

    O processo de selecção do cabo fica mais simplificado se se utilizar a tabela abaixo, que indica a secção de cabo adequada a utilizar para uma queda de tensão de 5% em sistemas de 12 V.

    Na coluna à esquerda escolhe-se a corrente pretendida. Nessa mesma linha procura-se a distância que o referido troço de cabo percorrerá e lê-se na parte superior da respectiva coluna a secção de cabo correspondente.

    Se a instalação for de 24, 36 ou 48 Vcc proceder-se-á da mesma forma, mas nesse caso dever-se-á dividir a secção obtida por 2, 3 ou 4, respectivamente. Se o valor que resultar desta divisão não coincidir com um valor normalizado de secção dever-se-á adoptar a secção imediatamente superior.

 

Distância máxima, em metros, para uma queda de tensão de 5% em sistemas de 12 Volts

Secção (mm 2)

35

25

16

10

6

4

2.5

1.5

Corrente (A)

1

540

389

246

156

93

62

39

22

2

270

194

123

78

46

31

19

11

3

180

130

82

52

31

20

13

7

4

135

97

62

39

23

15

10

5

5

108

78

49

31

18

12

8

4

6

90

65

41

26

15

10

6

3

7

77

55

35

22

13

9

5

2.8

8

67

49

31

19

12

8

4.5

2.5

9

60

43

27

17

10

7

4

2

10

54

39

25

16

9

6

3.5

1.8

12

45

32

20

13

8

5

3

1.5

15

36

26

16

10

6

4

2

1

18

30

22

14

9

5

3

1.8

0.8

21

26

18

12

7

4

3

1.6

0.7

24

22

16

10

6.5

3.5

2.5

1.5

0.5

27

20

14

9

5.5

3

2

1

-

30

18

13

8

5

2.5

1.5

0.8

-

Home | Membros | I - Introdução | II - Dispositivos | III- Conceitos eléctricos | IV- Curvas características | V - Configuração | VI - Dimensionamento | VII - Ligações | VIII - Instalação/Manut.

Última actualização: 11/03/02.